Inovação num novo ambiente: hoje se lança o Gás Radar Tecnológico 2015

Tech Radar 2015 306 x 172Hoy hemos publicado un nuevo estudio que revela la necesidad de una mayor colaboración, análisis de datos y cambio cultural para abordar los retos de innovación en el petróleo y el gas.
 
O relatório Radar Tecnológico 2015 combina entrevistas em profundidade com representantes sénior da indústria e conversas com mais de 450 profissionais do sector do petróleo e gás em todo o mundo.
  • O relatório indica que 47 por cento dos executivos do setor do petróleo e gás dizem que ainda não atingiram as suas metas de inovação em 2015 - o dobro do aumento desde o início de 2014.
  • Revela também que 2/3 das respostas indicam que existem pressões para a colaboração com outras organizações do setor
  • O estudo aponta para os contínuos desafios para a inovação com sucesso, incluindo a colaboração, recolha de dados e análise e cultura industrial, enfatizando a necessidade de inovação contínua no cenário atual da indústria e um futuro desenvolvimento sustentável da indústria.
  • Descarregue o Oil and Gas Radar Tecnológico 2015
Nuestro último informe Radar Tecnológico revela que mientras el entorno actual está generando oportunidades para la innovación, casi la mitad de los ejecutivos del petróleo y el gas admiten que no han cumplido sus objetivos de innovación. El número de respuestas en este sentido casi se ha doblado con la bajada del precio del petróleo, con sólo el 26% que admitían este incumplimiento en la primavera de 2014.
 

O nosso mais recente relatório Radar Tecnológico revela que apesar do ambiente atual se estão a criar oportunidades para a inovação, quase metade dos executivos do setor do petróleo e gás admitirem que não cumpriram as suas metas de inovação. O número de respostas neste sentido quase duplicou com a queda do preço do petróleo, com apenas 26% a admitirem este incumprimento na primavera de 2014.

Esses achados formam parte do relatório Radar Tecnológico 2015 que é lançado hoje pela Lloyd´s Register Energy. O relatório, Innovating in a New Environment, combina o nosso conhecimento especializado com as perspetivas de terceiros para oferecer opiniões suportados por dados sobre o papel da inovação na indústria upstream do sector do petróleo e gás, presente e futuro. Através de entrevistas com profissionais seniores da indústria e uma pesquisa global com outros profissionais do setor do petróleo e gás, o relatório fornece um argumento convincente para o aumento da inovação tecnológica.

"Para inovar adequadamente e alcançar os objetivos de negócio as empresas devem enfrentar uma série de desafios comuns, incluindo uma colaboração mais aberta, uma utilização mais eficaz da informação e uma mudança nas atitudes tradicionais" continuou Wishart. "É encorajador ver que os nossos resultados indicam que a indústria como um todo compreende a necessidade de inovar e já começou a construir laços com outros setores para ganhar conhecimento tecnológico".

Na primeira parte do Radar Tecnológico 2015, o relatório considera o papel da inovação numa paisagem de inovação e conclui que a desaceleração cíclica deve atuar como um impulsionador da inovação e não como uma barreira. Fundamental para os profissionais da indústria, o relatório destaca três cenários de acordo com como o preço do petróleo poderia afetar a inovação, examinando os tipos de inovação que serão priorizados em cada cenário. A maioria dos executivos do setor do petróleo e gás acredita que o preço do petróleo se manterá entre os 50 e 70 dólares de E.U. no próximo ano, com uma percentagem mais elevada (27%) para aqueles que acreditam que será em torno dos 70 dólares. Em muitos casos esta situação irá dificultar o investimento em inovação.

O relatório considera também como os executivos estão colocando cada vez mais ênfase na colaboração dentro e fora da indústria, adaptando a tecnologia de outros sectores. Dois terços dos entrevistados dizem que estão sob pressão para cooperar com outras organizações do sector. Quando colaboram, as empresas de upstream focam-se nas etapas iniciais do projeto e menos vezes na segurança. O relatório revela que ainda é necessário uma mudança cultural geral para integrar uma autêntica colaboração em inovação.
Finalmente, na terceira parte avalia-se o papel da captura de dados e sua análise no sentido da inovação, concluindo-se que é necessário uma maior captura de dados e uma análise mais exigente é obrigatória no senário atual de baixos preços do petróleo. A falta de dados e integração de sistemas em diferentes partes do negócio são grandes barreiras para uma recolha e análise de dados com êxito, sendo a principal causa do problema.

Apesar do pessimismo compreensível devido ao panorama atual, o Radar Tecnológico 2015 mostra que a desaceleração do preço do petróleo está a reforçar a necessidade de inovação, não enfraquece-lo. A visão interna deste sector fornecidos por este relatório mostra como os profissionais desta indústria poderão lidam com os desafios inerentes para uma melhor inovação e melhoria do desempenho operacional.