A Lloyd’s Register lança um novo esquema de certificação global para ajudar os fabricantes e usuários finais de equipamentos e componentes a implementarem as 'melhores praticas´ na fabricação aditiva e uma rota para a certificação

Acelerar o uso de produtos certificados, mediante recurso de técnicas de fabricação aditiva num momento de baixa dos preços do petróleo ajudará empresas onshore e offshore a obterem uma vantagem comercial através de uma melhor eficiência dos custos e componentes de qualidade projetados de forma repetível.

Inspection - Additive Manufacturing laser rim 630x300

Hoje a Lloyd´s Register lança para a indústria as suas notas de orientação para a fabricação de aditiva com base em objetivos, oferecendo aos operadores e fabricantes da industria naval e energética a confiança nos componentes e equipamentos metálicos produzidos mediante AM.

A AM está a ser designada como "próxima revolução industrial" pela mistura de fabricação. A introdução das notas de orientação pela Lloyd´s Register para a certificação de peças metálicas fabricadas por AM representa um movimento de um grupo líder em serviços de integridade, conformidade e assessoria especializada no risco, juntamente com a instituição de engenharia e tecnologia TWI com o intuito de ajudar a indústria a aplicar esta tecnologia.

Uma vez implantado, a AM permitirá que as empresas tenham uma fabricação mais eficaz e com menores custos de componentes e equipamentos complexos.

Chris Chung, Diretor Investigação Estratégica da Lloyd’s Register, comentou: "Como sugere o Radar Tecnológico Lloyd’s Register, a AM terá um enorme impacto na indústria do petróleo e gás nos próximos cinco anos." Foi por este motivo que no ano passado, em colaboração com o TWI e outros parceiros industriais, aliamos esforços na investigação e desenvolvimento de técnicas de AM em casos reais.

"As nossas diretrizes de certificação, apresentados hoje à indústria, estão sendo já usadas pelas empresas no âmbito deste projeto conjunto de modo a obterem uma rápida certificação dos seus componentes AM".

Um caminho para a comercialização

As notas orientadoras são um passo importante para a comercialização de AM e estão desenhadas de modo a atenuarem o ceticismo com que frequentemente a indústria se depara com uma nova tecnologia nos seus primeiros anos. Uma vez que a tecnologia é complexa, umas notas orientadoras específicas são essenciais para garantir a qualidade e repetibilidade das peças de AM.

O esquema de certificação da Lloyd’s Register para componentes metálicos AM oferece uma abordagem passo a passo para fornecer o nível necessário de confiança e atua como uma força estabilizadora da qualidade e segurança. Ao permitir uma ampla adoção da tecnologia, as notas orientadoras irão contribuir para sustentar a indústria naval e energia a longo prazo.

Roger Fairclough, Diretor Principal do Projeto do TWI comenta: O TWI tem estado comprometido na pesquisa e desenvolvimento da fabricação aditiva há mais de quinze anos. É cada vez mais evidente que a tecnologia está agora numa etapa onde sua adoção pela engenharia em geral é tecnicamente possível e comercialmente viável".

Fairclough destaca que "Para permitir uma adoção completa da tecnologia pela indústria, é essencial que os procedimentos de validação e certificação utilizados nos processos de fabricação convencionais se estendam e, caso necessário, modificados para se adequarem à fabricação aditiva. Este projeto conjunto entre a Lloyd’s Register e o TWI cobrirá este aspeto para os participantes e permitirá oferecer peças AM de forma rápida e segura ao de mercado industrial".

Aumento da eficácia e competitividade

No setor do petróleo e gás, os ganhos em eficiência e redução de custos são cruciais para restaurar a competitividade e aumentar a confiança dos investidores. Isto poderia ser acelerado com o uso de componentes de AM, e a introdução de certificação AM irá qualificar a concorrência e melhorar a segurança dos componentes e equipamentos utilizados para substituir as peças desgastadas ou removidas.

Na indústria naval também existem progressos na avaliação desta nova tecnologia. Comentando as implicações da AM, Luis de Benito, Diretor de Marketing da Lloyd’s Register Marine comenta: "AM terá implicações para a indústria global, o comércio e transporte marítimo bem como a gestão de navios, é importante que possamos ajudar a implementar as melhores práticas à medida que a AM é adotada em todo o mundo"

Desde farmacêuticas a empresas da indústria aeroespacial, várias indústrias já adotam a AM devido à sua capacidade para criar peças complexas com um alto nível de precisão e uma redução no material usado e peso.
A Rolls-Royce, por exemplo, tem explorado a tecnologia AM para a fabricação e reparação de componentes durante mais de meia década.

"Acreditamos que a AM desempenhará um papel importante na forma como os projetistas e fabricantes enfrentam na fase de projeto, modelagem e fabricação de componentes" comenta Dereck Jones do programa de Tecnologia e Investigação dos negócios nucleares da Rolls-Royce. "Ao reduzir o tempo de fabricação quase para um terceiro dispomos de mais tempo para a conceção, que é sempre um benefício".

"Como líderes no desenvolvimento da AM, a Rolls-Royce desempenhará um papel ativo neste projeto conjunto com a Lloyd´s registrar, o TWI e outros líderes do setor associados. Reconhecemos que a AM tem o potencial de trazer benefícios reais em muitas aplicações na área da energia, incluindo energia nuclear. A estratégia consistente e as normas de certificação de componentes oferecidos por este projeto significarão um importante passo em frente para provar aos nossos clientes a viabilidade industrial de componentes feitos com as mais recentes técnicas de AM."

Combinar as diferentes partes de um componente num único componente impresso é possível e pode levar à economia na instalação e manutenção. A indústria também está a investigar uma produção híbrida que incorpora a tecnologia AM com o objetivo de reduzir gastos com materiais de alto custo.

Chung's argumenta que: "Acreditamos que os operadores onshore e offshore podem aprender muito com outras indústrias, particularmente na fabricação e substituição de equipamentos e componentes utilizados em aplicações críticas padronizadas".
Para esses operadores, o esquema de certificação da Lloyd's Register (www.lr.org/additive-manufacturing) fornece confiança no desempenho de qualquer parte ou componente AM certificado.

Sobre o TWI
 
O TWI é uma organização de investigação e tecnologia líder mundial, com uma equipa de mais de 900 pessoas, oferece soluções de engenharia em todo o mundo. Os seus serviços incluem pesquisa genérica, contratos I&D, informação tecnológica, consultoria, elaboração de normas, formação e qualificação. O TWI oferece um serviço único e imparcial na engenharia de união de materiais.

O TWI tem colaborado no desenvolvimento e aplicação da fabricação aditiva durante muitos anos, trabalhando com clientes de diversos sectores incluindo aeroespacial, defesa e medicina.
 
Acerca da fabricação de aditiva

Ao contrário da maioria das técnicas convencionais de fabricação, a fabricação aditiva (fabricação aditiva, AM), comumente chamada de impressão 3D, dá forma a objetos camada a camada em vez de criar uma forma mediante maquinação. Combinado o desenho assistido por computador (CAD), esta técnica permite a criação de componentes novos e melhorados. O projetista já não se encontra limitado pelas restrições da maquinação convencional – podendo-se fabricar componentes com liberdade quase completa.

A AM oferece tempos mais reduzidos do que os métodos tradicionais de fabrico. Por exemplo, na Fórmula 1os engenheiros utilizam a AM para fabricar componentes de modo altamente reativo. Agora podem analisar o comportamento de um carro enquanto está competindo e ter uma peça fabricada antes do final da corrida.

Recentemente, a Maersk e outras organizações marítimas começaram os ensaios de impressão peças a bordo de barcos – eliminando os passos intermédios na cadeia de fornecimento assegurando que o tempo de paragem dos equipamentos causados por falhas em peças. As tecnologias AM são únicas, abrirem um novo campo para a inovação e oferecem uma gama de vantagens logísticas, económicas e técnicas.

Vá a www.lr.org/additive-manufacturing para obter mais informações sobre este projeto e notas orientadoras AM.